Tempo de leitura deste artigo:3 minutos

Você já ouviu falar em baby blues ou melancolia pós parto? É assim que chamamos aquele período melancolia, de tristeza sem sentido e fortes alterações de humor que algumas mulheres costumam viver após o parto.

O problema é comum, mas poucas pessoas demonstram sensibilidade para entender o que está acontecendo e apoiar a nova mamãe. Até porque, às vezes dar apoio significa ficar em silêncio.

O bebê nasce, mãe e filho voltam pra casa, os familiares ficam eufóricos, a rotina muda completamente, o cansaço atinge níveis inexplicáveis, a sensação de insegurança perante o futuro é traumática, os hormônios parecem estar em queda livre, as pessoas ao redor competem para ver quem dá os palpites mais certeiros.

Enfim, motivos não faltam para a mulher no pós-parto querer se trancar no quarto ou no banheiro e chorar. Temer o presente e o futuro. Pensar em como a realidade é tão diferente das expectativas criadas durante a gestação.

Se as sensações descritas acima condizem com a sua história, saiba que você faz parte de uma maioria. Sim, certa de 60% a 80% das mulheres passam pelo baby blues (melancolia pós-parto).

Isso acontece desde os primórdios, mas ainda assim existem pessoas que desconhecem esse período tão delicado de vulnerabilidade emocional da mulher.

Para quem está de fora pode parecer frescura, já que a chegada de um filho é razão para a nova mãe exalar felicidade. E quanto mais os familiares e amigos minimizam o problema, mais a mulher sofre, pois precisa ser ouvida e não apenas aconselhada. Apoiada e não confrontada. É isso que faz toda a diferença para superar esse momento que acaba sendo natural e passageiro.

Leia também:

Também existem casos em que o comportamento dá mãe é supervalorizado e confundido com uma depressão pós-parto. Mas melancolia e tristeza (Melancolia pós-parto) são bem diferentes de uma depressão, onde o problema é mais severo e necessita de tratamento, pois a mulher perde o apetite, a vontade de estar junto da criança e o desejo de se cuidar. Esse é um caso que necessita de acompanhamento médico, enquanto o baby blues (melancolia pós-parto) precisa apenas do respeito e apoio dos familiares, pois se trata de um período breve de adaptação com a nova vida. Logo tudo volta ao normal e a mãe pode curtir o bebê e a família com muita intensidade e a certeza de que tudo vai se ajeitando.

Deixe um Comentário

comments